Portal da Cidade Paranavaí

Agricultura

Sistema "Alerta Geada" para a cafeicultura começa a funcionar no Paraná

De maio a setembro, os produtores rurais recebem informações sobre possibilidades de geadas com até 48h de antecedência para proteger as lavouras.

Postado em 06/05/2020 às 15:37 |

Serviço, que opera de maio a setembro, ajuda produtores a proteger lavouras de café. Compartilhar (Foto: Agência Estadual de Notícias)

Entrou em operação nesta terça-feira (5) o Alerta Geada, serviço que o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná Iapar-Emater (IDR-Paraná) e o Simepar (Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná) oferecem de maio a setembro para auxiliar os produtores a adotar técnicas para proteger os cafezais.

Durante o período de funcionamento do serviço – dirigido prioritariamente à proteção de lavouras com até dois anos de implantação –, os pesquisadores acompanham as condições meteorológicas na região cafeeira do Estado e publicam diariamente um boletim informativo, que pode ser acompanhado nas páginas www.iapar.br e www.simepar.br, pelo telefone (43) 3391-4500 (custo de uma ligação para aparelho fixo) ou pelo aplicativo Iapar Clima, disponível gratuitamente na App Store e no Google Play.  

Além do boletim diário, se houver aproximação de massas de ar frio com potencial de causar danos às lavouras de café, é emitido, e amplamente divulgado, um pré-alerta com 48 horas de antecedência. Caso as condições para formação de geadas persistam, um novo aviso, de ratificação, é expedido em até 24 horas antes da previsão de ocorrência do evento.

PREVISÃO – De acordo com a meteorologista Ângela Costa, espera-se para este ano um inverno com ingressos de massas de ar polar dentro da normalidade para o período na zona cafeeira paranaense.

Segundo ela, o que mais vem preocupando é a falta de chuvas. A falta de umidade no solo é uma condição que potencializa os danos de uma eventual geada. “Já se aproxima de dois anos o período que verificamos déficit hídrico na região cafeeira”, constata.

Fonte:

Receba as notícias de Paranavaí no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário