Portal da Cidade Paranavaí

Saúde

Tratamento de enxaqueca pode ir além de medicamentos. Especialista dá dicas

Estudos avaliaram a combinação da medicação com intervenções não medicamentosas e demonstraram resultado melhor do que o tratamento apenas com medicamentos

Postado em 02/08/2018 às 14:11 |

Denis Graciotto é fisioterapeuta e tem, entre suas especialidades, formação em Dry-Needling e Terapia por Ondas de Choque (Foto: Arquivo Pessoal)

Conteúdo Patrocinado

Basta uma noite mal dormida ou um dia estressante e lá está ela: a temida enxaqueca. Essas “super dores de cabeça” afetam cerca de 15% da população brasileira, algo em torno de 30 milhões de pessoas, e tem reflexos diretos na qualidade de vida de quem precisa conviver com este problema.

O tratamento de enxaqueca tem dois alvos principais: o tratamento das crises de dor com medicações sintomáticas e o tratamento profilático (prevenção) com medicações que trabalham a química cerebral para reduzir a frequência e intensidade das crises e a combinação disso com intervenções não medicamentosas.

“Estudos recentes avaliaram a combinação da medicação profilática com intervenções não medicamentosas e demonstraram que o resultado foi melhor do que o tratamento apenas com a medicação”, revela o fisioterapeuta Denis Rafael Graciotto, especialista em tratamentos alternativos para enxaqueca.


Ele destaca pelo menos três tratamentos para enxaqueca com eficácia testada e comprovada em estudos:

1 - Dry-Needling: chamado também de agulhamento à seco, a técnica promete alívio quase que imediato das dores por meio da inserção de agulhas de acupuntura sistêmica para desativar fibras musculares tensas que geram dor. Apesar das evidências serem menos abundantes do que no caso das medicações, uma série de estudos com rigorosa metodologia tem revelado sua eficácia terapêutica na enxaqueca.

2 - Riboflavina (Vitamina B2): Alguns estudos evidenciam que há uma redução da eficiência do metabolismo energético em nível celular nos indivíduos com enxaqueca. A Riboflavina pode elevar o metabolismo energético em nível celular e estudos revelaram que a suplementação (com 400mg diários) mostrou-se eficaz no controle de crises.

3 - Coenzima Q10: semelhante à Riboflavina, a Coenzima Q10 pode potencializar o metabolismo energético em nível celular e sua suplementação diária (na dose de 150-300 mg) mostrou-se eficaz no controle de crises.


Segundo Graciotto, paciente com fortes dores de cabeça precisam estar atentos a alguns sinais de alerta. São eles: frequência de crises maior ou igual a três por mês (ou mesmo com menor frequência quando há impacto nas atividades de rotina e qualidade de vida); uso excessivo de medicação para crises (duas vezes ou mais por semana); e quando as medicações para crises não são eficazes ou toleradas.

“Quando um tratamento profilático é iniciado, é muito importante que as expectativas de resultado sejam realistas. O tratamento não vai “curar” a enxaqueca como se fosse um antibiótico para uma sinusite. Assim como em outras doenças crônicas (ex: asma), o tratamento tem como objetivo o melhor controle das crises. Após algumas semanas de tratamento, normalmente pode-se perceber que as crises passam a ser mais fracas e raras, e as medicações sintomáticas para dor passam a ser mais eficientes”, explica o fisioterapeuta.

Ele alerta ainda para os riscos da automedicação e destaca que é de extrema importância o acompanhamento de profissionais de saúde nos casos de enxaqueca e que qualquer tratamento deve ser antes discutido em conjunto com tais profissionais, que irão avaliar qual a combinação de tratamentos mais adequada.

Serviço: 

Dr.Denis Rafael Graciotto 

Fisioterapeuta

Especialista em fisioterapia ortopédica, traumatológica e desportiva.

Pós-Graduando em terapia ortomolecular

Formação em equilíbrio neuro muscular - França

Formação em podoposturologia - França

Formação em osteopatia - Escola de Osteopatia de Madri

Formação em Dry-Needling - EUA

Formação em terapia por ondas de choque

Formação em Ozonioterapia

Atendimento na Vitalitê Clínicas (Centro de Terapia Regenerativa e Tratamento da Dor).

Rua Salgado Filho, 1250. 

Telefone: (44)  3062-2993

Redes Sociais: Facebook

Instagram: @dr.denisgraciotto

(Conteúdo Patrocinado) 

Fonte:

Receba as notícias de Paranavaí no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Mais Lidas