Portal da Cidade Paranavaí

Maringá

Artistas sofrem ataques racistas em transmissão do Festival Afro-brasileiro

Polícia Civil investiga o caso após vítimas registrarem boletim de ocorrência. Ofensas ocorreram no encerramento do 12º Festival Afro-brasileira

Postado em 13/04/2021 às 14:34 |

Nesta segunda-feira (12), os artistas Mestre Raiz e Liberta Maré, da Associação de Capoeira Mandinga-Ê, registraram boletim de ocorrência na Polícia Civil. (Foto: Aldemir de Moraes/ Prefeitura de Maringá)

Dois artistas sofreram ataques racistas durante a transmissão online do encerramento do 12º Festival Afro-brasileiro de Maringá, no domingo (11).

A apresentação estava sendo transmitida pela conta da Secretaria de Cultura no Youtube. Perfis falsos fizeram as ofensas nos comentários.

Os artistas foram chamados de macacos e outros termos racistas. Um dos perfis também afirmou que "denúncia não adianta nada kkkk".

Nesta segunda-feira (12), os artistas Mestre Raiz e Liberta Maré, da Associação de Capoeira Mandinga-Ê, registraram boletim de ocorrência na Polícia Civil, que está investigando o caso.

"Nós, num todo, porque quando você comete um crime atingindo uma liderança de uma casa, você está atingindo a todos nós. Então, a gente espera sinceramente que a polícia investigue. Não podemos naturalizar o racismo, porque o racismo não é natural. A gente não vai deixar passar nada, um olhar, nenhum comentário ou gesto de racismo. Já passou dessa época, chega disso", afirmou Liberta Maré.

Os artistas foram acompanhados na delegacia pelo secretário de Cultura de Maringá, Victor Simião. "Estamos acompanhando o caso desde o início, dando suporte a todas as vítimas. Em nossa gestão da cultura, racistas não passarão", disse.

Fonte:

Receba as notícias de Paranavaí no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Outras notícias

data-matched-content-ui-type="image_stacked" data-matched-content-rows-num="2" data-matched-content-columns-num="3">