Portal da Cidade Paranavaí

Investigação

Polícia Civil prende suspeitos de envolvimento na morte do chefe do IAT

Odair Galhardo foi alvejado por tiros quando chegava ao Parque Estadual de Amaporã, em agosto do ano passado

Postado em 14/04/2021 às 11:32 |

Odair Galhardo tinha 51 anos. (Foto: Reprodução/ Facebook)

A Polícia Civil de Paranavaí prendeu dois homens suspeito de terem assassinado o Chefe do Instituto Água e Terra (IAT), Odair Galhardo, de 51 anos, em agosto do ano passado. Galhardo foi alvejado por tiros quando chegava ao Parque Estadual de Amaporã.

Segundo a Policia Civil, após investigação, chegou-se a dois suspeitos, um sendo o possível autor dos disparos e o outro o mandante. Segundo o delegado Chefe da 8ª Subdivisão Policial (8ª SDP), Luiz Carlos Mânica, foi solicitada a prisão temporária dos suspeitos, por 30 dias. A medida foi aprovada pelo judiciário e ambos foram presos nesta quarta-feira (14).

"Descobriu-se que um dos suspeitos, logo após o crime foi para cidade de Araçatuba no Estado de São Paulo. Contudo, desde inicio desta semana investigadores de Paranavaí deslocaram até Araçatuba e, de maneira sigilosa e coordenada, agiram em momento concomitante, efetuando o cumprimento das prisões ao mesmo tempo, de forma simultânea, já que ambos deveriam ser presos na mesma data e horário para que não houvesse comunicação entre os presos possibilitando a fuga de algum", informou o delegado.             

Ainda segundo Mânica, um dos presos foi localizado no assentamento Sumatra, entre Amaporã e Planaltina do Paraná. Uma equipe de investigadores realizaram buscas também na casa dele e encontraram duas armas de fogo: uma pistola 380 municiada com 19 tiros e uma espingarda carabina, ambas sem registro de propriedade.


"As armas foram apreendidas e serão periciadas, não descartando terem sido utilizadas para prática do crime contra Odair Galhardo, haja vista que Odair foi atingido por munição de pistola 380. O outro está sendo  trazido de Araçatuba para Paranavaí ainda hoje", esclarece o delegado.

A Policia Civil continua as diligências para conclusão na apuração do motivo do crime e segue para término das investigações. O prazo previsto é de 30 dias.

Um dos presos tem 66 anos e é natural de São Paulo. O outro, tem 41 anos e é natural do Mato Grosso do Sul. Os dois ficarão presos na cadeia de Paranavaí à disposição da Justiça.  

Fonte:

Receba as notícias de Paranavaí no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Outras notícias

data-matched-content-ui-type="image_stacked" data-matched-content-rows-num="2" data-matched-content-columns-num="3">