Portal da Cidade Paranavaí

Região

Polícia Civil prende homens que aplicavam golpe da casa própria em Loanda

Estelionatários exigiam dinheiro, que segundo eles, seria usado para custear as taxas iniciais do empreendimento, porém, nenhuma casa foi entregue.

Postado em 10/09/2019 às 16:11 |

(Foto: Reprodução/RPC)

A Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira (9) dois homens, sócios de uma construtora, com sede em São José do Rio Preto, interior de São Paulo, suspeitos de aplicarem um golpe em mais de 25 pessoas na região de Loanda. Segundo a Polícia, um dos homens foi preso no escritório, em Loanda. O outro em São José do Rio Preto. 

De acordo com o delegado Luciano Dias, responsável pela investigação, os empresários e elaboravam os contratos e exigiam um valor do contratante para que a obra fosse iniciada. “As pessoas pagavam esses valores e existia um prazo contratual de, em média, 180 dias para que entregassem as obras, porém nenhuma foi entregue”, explica.

Para convencer as vítimas, os golpistas diziam que o dinheiro seria para custear as taxas iniciais do empreendimento e podia ser pago em dinheiro, depósito ou com a entrega de bens, como motos e carros. A polícia estima que o prejuízo total para todas as vítimas seja de quase meio milhão de reais.

Conforme o delegado, o caso começou a ser investigado no início deste ano e até o mês de agosto 24 pessoas procuraram a delegacia e registraram a ocorrência. Porém, depois que o caso foi noticiado ontem (9), outras sete novas pessoas, moradoras de Loanda e Querência do Norte procuraram a delegacia para relatar o golpe.

O caso serve de alerta para quem pretende comprar um imóvel na planta. É necessário conhecer a empresa e estar por dentro de todos os detalhes do contrato.

Veja aqui a reportagem.

Fonte:

Deixe seu comentário