Portal da Cidade Paranavaí

Violência

Duas pessoas são esfaqueadas em menos de 12h em Paranavaí

As vítimas são uma mulher de 29 e um homem de 27 anos; os dois casos foram registrados pela PM entre a noite de ontem e a madrugada hoje (6).

Postado em 06/03/2018 às 16:32 |

(Foto: Portal da Cidade Paranavaí )

A Polícia Militar registrou dois casos de pessoas feridas à faca entre a noite de ontem e a madrugada de hoje (6) em Paranavaí. A primeira ocorrência aconteceu por volta das 19h30, na Rua João Clímaco Pereira, distrito do Sumaré.

De acordo com a PM, duas mulheres, uma de 22 e outra de 29 anos, teriam se envolvido em uma briga. A mulher de 29 anos levou uma facada na barriga e foi encontrada pela PM em outra rua do bairro. Ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada à Santa Casa de Paranavaí. Segundo próprio hospital, a jovem passa bem.

A PM localizou a autora da facada na própria casa dela. Segundo a Polícia, a jovem mostrou a faca utilizada no crime e, alegando legítima defesa, disse que desferiu o golpe porque a outra teria invadido sua residência.

A mulher foi encaminhada para a delegacia de Paranavaí e de acordo com a Polícia Civil, foi ouvida e liberada em seguida. Um inquérito foi instaurado para investigar o caso.

O  segundo caso aconteceu por volta das 3h da manhã, na Rua Humberto Bruning, Jardim Santos Dumont. Segundo a Polícia Militar, um rapaz de 27 anos voltava do parque de exposições quando foi rendido por um ladrão armado com uma faca.

O rapaz informou à Polícia que teria reagido ao assalto e se negado a entregar o celular para o assaltante. Revoltado com a situação, o indivíduo desferiu uma facada nas costas do jovem.

A vítima não registrou boletim de ocorrência no momento do crime, nem procurou atendimento médico.  O rapaz só procurou ajuda na manhã de hoje (6), quando foi até o Pronto Atendimento Municipal e também fez o registro do boletim.

A PM alerta que, em hipótese alguma, se deve reagir a um assalto. A orientação é para que a vítima aja sempre com calma, entregue os bens ao assaltante e, em seguida, procure ajuda pelo 190.

 

Fonte:

Deixe seu comentário