Portal da Cidade Paranavaí

Opinião

Você conhece o DIU de prata? Descubra as vantagens deste método contraceptivo

O dispositivo intrauterino é ideal para pacientes que querem um método contraceptivo livre dos hormônios sintéticos e seus efeitos colaterais

Postado em 11/03/2019 às 08:12 |

Conteúdo Patrocinado

O dispositivo intrauterino (DIU)  tem a forma de T e é colocado no útero de uma mulher para prevenir uma gravidez. É ideal para pacientes que querem um método contraceptivo livre dos hormônios sintéticos e seus efeitos colaterais.

Existem quatro tipos de DIU:

1 - DIU hormonal a base de progestágeno

2 -DIU de Cobre

3 -  Mini DIU

4 - DIU de prata com cobre, que eu vou falar pra vocês nesta matéria.


O DIU de prata é o mais moderno deles e vem ganhando importância e preferência pelas mulheres. Ele nada mais é do que um dispositivo de cobre com prata em seu interior. Não possui liberação de hormônios, ou seja, a mulher terá seu ciclo e produzirá os hormônios naturais do seu organismo, ovulando e menstruando todo mês.

A gravidez será evitada através da liberação do cobre no endométrio, o qual terá efeito espermicida (matando os espermatozoides) e também impedindo o encontro do óvulo e os espermatozoides através do aumento do muco produzido na tuba uterina. Desta maneira, o DIU (qualquer um), não é abortivo.


Raramente, o DIU de Cobre pode causar uma oxidação que levaria a uma corrosão no interior do útero e essa combinação com a prata tem o intuito de diminuir a fragmentação do cobre no organismo para não causar essa alteração e ainda trazer outros benefícios, comparados ao DIU de cobre, como: diminuir a quantidade de dias de menstruação, de sangramento e diminuir as cólicas.

É contraindicado para mulheres que nunca tiveram relação sexual, mas, segundo a Sociedade Brasileira de Ginecologia, mulheres que nunca engravidaram, podem sim, usar DIU.

O procedimento para colocação do dispositivo é ambulatorial, realizado no consultório, podendo causar desconforto de uma cólica moderada e com discreto sangramento. Em raros casos pode ser implantado com sedação anestésica. No dia da inserção, não necessariamente a mulher precisa estar menstruada, mas se estiver, facilita o procedimento, pois as fibras do colo uterino ficam mais macias no período menstrual.

O DIU de prata é implantado no interior do útero e possui formato um pouco diferente, de Y, que facilita a adaptação e proporciona maior conforto na inserção e remoção do produto. A duração é de cinco anos, já o de cobre é de 10. Caso você não se adapta e queira remover antes deste período, isso pode ser feito.


Ficou com alguma dúvida? Agende uma consulta com a Dra Nara Chiamulera.

Sobre a Especialista

A Dra. Nara Chiamulera é Ginecologista e Obstetra (CRM/PR: 31.042 - RQE: 20313).

Trabalha com pré-natal, parto humanizado e puerpério, anticoncepção, inserção de DIU / MIRENA, implantes hormonais, cirurgia cosmética ginecológica e Saúde Sexual.

Serviço

Dra. Nara atende na Clínica Humaniter, que fica na Rua Amapá, 1800 – Telefone: 3423-5969.

Acompanhe a Dra. Nara pelas Redes sociais: Instagram Facebook.


Este texto é de total responsabilidade do colunista. As opiniões expressas nele não representam as posições do Portal da Cidade Paranavaí

Fonte:

Deixe seu comentário