Portal da Cidade Paranavaí

Opinião

Usa ou quer usar aparelho ortodôntico? Saiba como fazer o tratamento mais rápido

Algumas atitudes do paciente e indicações do próprio ortodontista podem contribuir para tornar o tratamento mais rápido e eficaz

Postado em 29/04/2019 às 08:10 |

Antigamente era comum ouvirmos falar em tratamentos ortodônticos longos com duração maior do que cinco anos.  Atualmente, esse tempo de tratamento médio diminuiu bastante. Mesmo assim, em alguns casos mais complexos, o tempo pode ser longo.  Mas, algumas atitudes do Paciente podem acelerar o seu tratamento e torná-lo mais eficaz. Confira:

1 - Faça a higiene correta dos dentes e do aparelho

Higienizar corretamente o aparelho faz diferença no tempo do tratamento ortodôntico. Quando o paciente não faz a limpeza correta do aparelho, a placa bacteriana que é formada por restos de alimentos, bactérias e células que descamam da boca vai parando ao redor do fio e dos braquetes e assim dificulta a movimentação. O Aparelho funciona bem quando o fio consegue deslizar dentro dos braquetes fazendo a leitura da parte interna deles. A placa funciona como uma “cola” impedindo essa movimentação.

Para evitar esse problema, é interessante aumentar o número de limpezas realizadas pelo dentista enquanto estiver utilizando aparelho. Também existem as escovas interdentais que, por serem pequenas, auxiliam na higienização atrás do fio e dos braquetes. A indicação é de uma limpeza a cada seis meses. 

2 - Não coma alimentos duros ou grudentos

Alimentos duros ou grudentos como balas ou chicletes costumam amassar os fios e assim quando queremos fazer algum movimento de deslizamento do braquete no fio, como nos fechamentos de espaços por perda dentária e até mesmo na hora de usar aquelas borrachinhas, pode travar o movimento. Não é raro precisarmos trocar fios porque estão amassados e não vemos evolução na movimentação. Se o seu objetivo é tirar o aparelho o mais rápido possível, melhor seguir essa restrição.

Sem contar que esses alimentos são os maiores culpados pela quebra dos braquetes. E um braquete quebrado pode travar o movimento de uma arcada inteira.

3 - Evite maus hábitos

RRoer unhas, morder tampa de caneta, segurar lápis no dente, abrir tampa de garrafa, desamarrar linhas, rasgar um plástico, etiquetas ou fita adesiva. A lista de coisas que fazemos com os dentes é praticamente infinita e pode amassar o fio, quebrar os braquetes e os braquetes de metal também podem amassar.

4 - Não perca consultas

Se o seu objetivo é tirar o aparelho o mais rápido possível não falte nas consultas. Os ortodontistas têm uma programação do que precisa ser feito. Algumas consultas são rápidas, mas nelas é avaliado se está indo tudo conforme o planejado e se nada saiu do lugar, quebrou ou amassou.

Às vezes é preciso realizar trocas de fios que já são programadas e se o paciente falta à consulta e retorna um mês após o dia que estava marcado, o tratamento pode ser prejudicado em 30 dias, pois aquele tempo é necessário para o efeito do fio. É claro que se ocorrer uma falta esporádica não fará muita diferença, mas se for recorrente, já não será possível terminar o tratamento dentro no prazo estimado.

Mas não é só o paciente que pode acelerar o tratamento ortodôntico. Na verdade, o ortodontista tem várias opções que podem trazer mais conforto e finalização rápida, como:

Indicação do aparelho

A escolha do aparelho pode fazer muita diferença. Além dos autoligados que estão no mercado há algum tempo, hoje também temos braquetes personalizados com a ortodontia digital.

Para esses casos é feito um escaneamento ao invés daquelas moldagens para documentação ortodôntica. Essa imagem 3D gerada pelo procedimento é jogada em um software, onde o ortodontista pode programar a colagem dos braquetes e simular a movimentação conseguindo um refinamento melhor na escolha da posição dos braquetes, assim evitando dobras de fio na finalização do tratamento. O tempo de planejamento desses casos é maior e o custo do aparelho aumentado, mas tem um excelente custo-benefício grande principalmente no tratamento de adultos.  

Mini-implantes extra-alveolares

Reprodução/ INPN

Essa ferramenta revolucionou a ortodontia nos últimos 10 anos. A colocação dos parafusos (mini-implantes) em regiões próximas aos dentes, geralmente entre as raízes dentárias, ou fora da arcada dentária, em uma região extra-alveolar, pode ser feita no consultório com uma pequena anestesia.  

O procedimento proporciona grandes movimentações dentária e também pode ser usado para substituir aquelas borrachinhas indicadas no final do tratamento, quando o paciente não consegue utilizar o número de horas necessárias.

Não utilizar as borrachas o tempo correto atrasa e muito o tratamento, por isso, este está sendo um dos maiores aliados para resolver a posição dos molares.

Corticotomia Alveolar 

É um procedimento cirúrgico com o objetivo de acelerar a movimentação dentária. Muito indicado nos casos de reabilitação em adultos que querem diminuir o tempo de tratamento. A cirurgia é limitada ao osso cortical entorno dos dentes, ou seja, porção mais externa, onde o cirurgião com muita delicadeza faz pequenos movimentos nos ossos pra aumentar a circulação sanguínea e gerar um processo de cicatrização. Os últimos estudos mostraram um ganho de 50% a 75% de tempo no tratamento ortodôntico. O Procedimento também pode ser realizado somente na parte que precisa de mais movimentação.

Sobre a Especialista

Bruna Piccinin é Especialista em Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares pela Dental Press, Especialista em Anatomia e Histologia pela UEM, Certificada pela Damon System – Aparelho Autoligado, tem aperfeiçoamento em Dentística Restauradora. Concluiu em 2017 o curso de toxina botulínica e preenchimento orofacial na Zenith educação continuada.

Serviço

A clínica da Dra. Bruna Piccinin fica localizada na Rua Doutor Sylvio Vidal C. Leite Ribeiro, 2222, Centro. O telefone é o (44) 3422-4849. Acompanhe a Dra. Bruna pelo Facebook ou Instagram. Acesse também o site: https://brunaodontologia.com.br/


Este texto é de total responsabilidade do colunista. As opiniões expressas nele não representam necessariamente as posições do Portal da Cidade Paranavaí. 

 

 

Fonte:

Deixe seu comentário