Portal da Cidade Paranavaí

Opinião

Prevenção de cáries deve iniciar nos primeiros meses de vida

Além de ser considerado um problema de saúde pública, a cárie afeta de forma negativa a qualidade de vida da criança e de seus familiares.

Postado em 05/04/2019 às 07:55 |

(Conteúdo Patrocinado)

A cárie é responsável por um elevado porcentual de doenças bucais, afetando entre 60% e 90% das crianças em idade escolar. No Brasil, resultados do último inquérito populacional sobre a saúde bucal mostraram que 56% das crianças com 12 anos de idade apresentam pelo menos um dente com lesão cariosa cavitada, restaurado ou extraído por cárie (índice CPO).

Além de ser considerado um problema de saúde pública, a cárie afeta de forma negativa a qualidade de vida da criança e de seus familiares. Mas, para evitar a cárie, é necessário entender o que ela é como se forma.

Bactérias da espécie streptococcus mutans, presentes na boca, se unem em grupo, chamado de biofilme ou placa bacteriana, envolvendo o açúcar de determinados alimentos.

Após ingerimos alimentos ricos em açúcares, principalmente sacarose, as bactérias iniciam a digestão dos resíduos, formando ácidos orgânicos e diminuindo o pH da saliva. Com essa alteração no ambiente bucal, tem início a perda de minerais da estrutural dental.

Ilustrativa/ Pexel

Então, havendo consumo exagerado e constante de alimentos ricos em sacarose, o organismo não terá tempo hábil para remineralizar a estrutura óssea dos dentes, evoluindo-se para lesões permanentes.

O início da cárie pode ser identificado por manchas brancas nos dentes. Tanto nos dentes decíduos (dentes de leite), quanto nos permanentes, se não houver a interrupção do desequilíbrio do pH bucal e da desmineralização, as lesões serão agravadas, com o surgimento de cavidades e, em casos mais graves, com a infiltração do canal do dente. Nessas circunstâncias, a pessoa sentirá dor e a intervenção do cirurgião dentista será mais complexa, podendo, em alguns casos, ser necessária a extração dental.

Como prevenir a cárie

A ocorrência de cáries pode ser drasticamente diminuída, e até suprimida, ao se restringir a dieta de alimentos ricos em açúcares, aliada a bons hábitos de higiene bucal.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), crianças com até 2 anos de vida não devem consumir açúcar industrializado e refinado. Após completarem 2 anos, o consumo não deve exceder a 25 gramas (equivalentes a 6 colheres de chá) por dia.

O uso de cremes dentais contendo flúor em concentração cima de 1000 ppm, ao menos duas vezes ao dia, aliada ao uso de fio dental, reduz a incidência de cáries em 70%. É indicado o uso de creme dental a partir da erupção dentária (geralmente por volta de 6 meses de idade), devendo os pais ou responsáveis manter a supervisão da escovação durante toda a infância.


Aliado a tais cuidados, o contato periódico do dentista com a criança é essencial para o diagnóstico precoce das lesões cariosas, a pronta restauração das lesões e a tomada de decisão quanto ao tratamento mais adequado.

Sobre a Especialista

A dentista Carolina do Amaral Vargas é formada pela Universidade de Passo Fundo - RS, pós-graduanda em odontopediatria e especialista em Harmonização Orofacial pela Uningá.

Serviço

A dentista realiza os atendimentos em odontopediatria na Clínica Fujii, localizada na Rua Pernambuco, n° 1030 (sala 5). Telefones: (44) 99177-8990 e (44) 3045-1201.

Acompanhe a Dra. Carolina pelas redes sociais Facebook e Instagram.


Este texto é de total responsabilidade do colunista. As opiniões expressas nele não representam as posições do Portal da Cidade Paranavaí. 

Fonte:

Deixe seu comentário