Portal da Cidade Paranavaí

Primeira vez

Saiba as principais dúvidas sobre a primeira consulta com a ginecologista

"Na primeira consulta tem exame físico?". A ginecologista e obstetra Nara Chiamulera responde essa e outras perguntas comuns sobre a primeira vez.

Postado em 12/05/2020 às 08:00 |

Nara atende na Clínica Humaniter, rua Amapá, 1800, Centro, em Paranavaí.

Muitas pessoas têm dúvidas de quando ir ao ginecologista pela primeira vez, o ideal é que já no início da adolescência, após a primeira menstruação, a menina realize a primeira consulta.

Nesta fase de tantas mudanças na vida da menina, tanto físicas, psicológicas, de crescimento e desenvolvimento, quanto de comportamento e mudanças sexuais, além de toda a transformação da identidade, é importante que ela entenda o próprio corpo e aprenda os cuidados desde cedo.

O ginecologista é o profissional preparado para ajudar as mulheres nesta fase de muitas dúvidas. Ele estará preparado não só para tratar doenças ginecológicas, mas também para ensinar sobre anatomia, fisiologia, comportamento, mudanças hormonais e alterações naturais que estão correndo no corpo da paciente. 

Como é a primeira consulta de uma adolescente?

A consulta começa com uma conversa para deixar a paciente mais à vontade e iniciar o vínculo entre o médico e a paciente.

Se a adolescente estiver com medo e/ou muito envergonhada, o que é natural, a primeira consulta será apenas uma conversa para tirar dúvidas, com orientações de cuidados básicos e sobre a higiene íntima, como limpar e lavar a região genital de maneira correta e quais produtos são adequados para cada faixa etária.

Além de orientações comportamentais, sobre a importância de usar lingeries de algodão e evitar peças apertadas.

Na primeira consulta tem exame físico?

O exame físico não é obrigatório na primeira consulta, mas serve para avaliar se o desenvolvimento da paciente está de acordo com a faixa etária.

Caso ela já tenha se relacionado sexualmente, o médico vai avaliar se é recente, se já tem vida sexual regular e o número de parceiros que teve, para verificar a necessidade de exames preventivos ginecológicos e contraceptivos.

Minha mãe ou pai precisam entrar na consulta?

Você que decide! Tudo que será falado e abordado na consulta será sigiloso e, se você entra sozinha, o profissional não irá contar para sua mãe ou pai o que conversaram.

É comum a mãe querer entrar quando a paciente é mais jovem, porém você tem todo direito de ir sozinha, se isso deixar você mais à vontade. Mas, se você estiver tensa e preferir a companhia de um responsável, vocês podem entrar juntos.

Dicas para o dia da consulta:

  • Anote suas dúvidas em uma agenda ou no celular para não esquecer;
  • Deixe a vergonha de lado e sinta-se confortável com seu médico (a);
  • Anote os dias que veio as últimas menstruações, quantos dias durou e como foi o fluxo de sangue (leve, moderado ou intenso) e quais sintomas apresentou.

A intenção desta consulta é, principalmente, criar uma boa relação com a paciente, para que ela não fique com nenhum trauma, e dar todas as condições para que você cresça mais segura em relação ao seu corpo, suas mudanças e sua sexualidade.


Conheça a colunista

A ginecologista e obstetra, Nara Chiamulera (CRM/PR 31.042, RQE 20313), trabalha com pré-natal, parto humanizado e puerpério, anticoncepção, inserção de DIU/Mirena, implantes hormonais, cirurgia cosmética ginecológica e saúde sexual.

Acompanhe a especialista pelo Instagram: @dranarachiamulera

Serviço

Nara atende na Clínica Humaniter, rua Amapá, 1800, Centro, em Paranavaí.

Telefones: (44) 3423-5969, (44) 3423-1486 ou (44) 3423-3877

WhatsApp: (44) 99858-4881


Conteúdo de responsabilidade da colunista.

Fonte:

Deixe seu comentário