Portal da Cidade Paranavaí

Outubro Rosa

Câncer de mama: "toque" nesse assunto! Conheça os principais sinais e sintomas

No "Papo de Especialista", a ginecologista e obstetra Nara Chiamulera alerta para a importância do autoexame nas mamas como o primeiro passo para prevenção

Postado em 10/10/2019 às 08:10 |

(Foto: Gil Maestre)

O mês de outubro é lembrado anualmente pela campanha “Outubro Rosa”, que busca conscientizar e alertar mulheres e toda a população sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer, principalmente de mama e de colo de útero.

O câncer de mama é o que mais afeta mulheres no mundo e no Brasil. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), a cada oito mulheres, uma pode ser diagnosticada com câncer de mama. Mas 95% dessas mulheres podem ser curadas, se diagnosticadas precocemente.

(Foto: Gil Maestre)

O autoexame é o primeiro passo para a prevenção. O ideal é realizá-lo, pelo menos, uma vez por mês, sempre após a menstruação, do terceiro ao décimo dia do ciclo. Para as mulheres que não menstruam, o indicado é escolher um dia fixo no mês e transformá-lo no 'dia do autoexame'.

Como faço?

Inspecione suas mamas. Olhe no espelho e observe forma, tamanho, abaulamento, retração, saída de secreção pelos mamilos ou alguma mancha.

Faça as observações com os braços para baixo (ilustração 1) e depois com os braços levantados (ilustração 2). Por último, com as mãos fazendo pressão sobre a cintura (ilustração 3).

Depois, levante um braço e coloque atrás da cabeça, com a outra mão você irá apalpar toda a mama (ilustração 4), em movimentos circulares de cima para baixo.

No final, pressione os mamilos suavemente (ilustração 5) para observar se tem saída de alguma secreção. Repita esta etapa na outra mama.

(Arte: Reprodução/Conselho Regional de Enfermagem da Bahia)

Além do autoexame, a mamografia é um exame complementar muito importante, pois serve para identificar lesões precoces. Deve ser realizada em todas as mulheres anualmente ou com um intervalo de, no máximo, dois anos, após os 40 anos de idade.

Se a mulher possuir rastreio familiar positivo, ou seja, câncer de mama na família antes dos 50 anos, ou alguma mutação genética, o início do exame terá indicação individualizada.

Quais são os principais sintomas?

  • Nódulo fixo, geralmente indolor; (90% das mulheres são diagnosticadas a partir deste sinal)
  • Pele da mama avermelhada;
  • Erosão ou feridas na pele;
  • Endurecimento da mama;
  • Pele da mama com retração;
  • Pele da mama com aspecto de casca de laranja;
  • Alteração nos bicos dos seios;
  • Vazamento de secreção desconhecida por um ou ambos mamilos;
  • Nódulos nas axilas ou pescoço.


(Arte: Reprodução/Simplifique o Câncer)

Como me prevenir?

A prevenção pode ser feita controlando os fatores de risco e estimulando os fatores protetores. Veja:

  • Se alimente de forma saudável e equilibrada, coma frutas, verduras e legumes;
  • Faça o autoexame das mamas e os exames complementares, como mamografia e ultrassom das mamas;
  • Evite reposição hormonal;
  • Não fume;
  • Não beba;
  • Evite o estresse;
  • Pratique atividade física regularmente;
  • Reponha vitaminas, principalmente vitamina D e ingestão de ômega 3.

Você está com a rotina ginecológica em dia? A prevenção é o melhor caminho! Aproveite este momento. Procure sua ginecologista e agende uma consulta.


Conheça a colunista 

A ginecologista e obstetra, Nara Chiamulera (CRM/PR 31.042, RQE 20313), é formada em medicina pelo Centro Universitário Ingá (Uningá). Trabalha com pré-natal, parto humanizado e puerpério, anticoncepção, inserção de DIU/Mirena, implantes hormonais, cirurgia cosmética ginecológica e saúde sexual.

Acompanhe a especialista pelas redes sociais: Facebook e Instagram

Serviço

Nara atende na Clínica Humaniter, Rua Amapá, 1800, Centro, em Paranavaí.

Telefones: (44) 3423-5969, (44) 3423-1486 ou (44) 3423-3744

WhatsApp: (44) 99828-0664


Conteúdo de responsabilidade da colunista

Fonte:

Deixe seu comentário