Portal da Cidade Paranavaí

Fisioterapia

Enxaqueca pode ter solução com novos tratamentos

O fisioterapeuta Denis Graciotto revela que a neuromodulação, tratamentos alternativos e novos medicamentos podem auxiliar àqueles que sofrem com as dores.

Postado em 28/10/2019 às 05:15 |

A enxaqueca pode ser caracterizada como uma “super dor de cabeça” que afeta aproximadamente 15% da população brasileira, algo em torno de 31 milhões de pessoas, a maioria entre os 25 e 45 anos, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

As dores ocorrem em pessoas que o sistema nervoso é mais sensível. Nestes casos, as células nervosas, quando estimuladas, podem liberar substâncias que causam inflamação dolorosa. Isso faz com que várias funções, como visão, equilíbrio, coordenação muscular e fala, sejam perturbadas temporariamente.

O tratamento de enxaqueca tem dois alvos principais: o tratamento das crises de dor, com medicações que aliviam os sintomas, e o tratamento preventivo, com medicações que trabalham para reduzir a frequência e intensidade das crises e a combinação disso com intervenções não medicamentosas.

Novos tratamentos para a enxaqueca

  • Neuromodulação

Uma das novidades para quem não gosta ou não pode tomar remédios é a neuromodulação. Modalidade terapêutica que utiliza equipamentos para evitar o disparo exagerado do nervo trigêmeo, tido como o vilão da enxaqueca.

O tratamento é realizado no próprio consultório, onde pode ser utilizado a estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) ou a estimulação magnética transcraniana repetitiva (EMTr). Não há necessidade de internação ou anestesia. São utilizadas, em média, 15 a 20 sessões.

CLIQUE AQUI e conheça tudo sobre essa forma de tratamento!

(Foto: Reprodução/Unifor)

  • Cefaly

Alguns aparelhos de neuromodulação podem ser utilizados em casa, como o Cefaly. Uma nova tecnologia que gera pequenos impulsos elétricos e altera a forma como a dor é assimilada.

É uma forma não invasiva e livre de efeitos colaterais medicamentosos, tornando o tratamento efetivo e seguro. Ideal para quem possui dores de cabeça e crises de enxaqueca frequentes.


  • Novo medicamento

Uma importante descoberta sobre enxaqueca é sobre o CGRP peptídeo, relacionado ao gene de calcitonina - molécula que aumenta seus níveis quando o nervo trigêmeo é estimulado e quando ocorrem as crises de enxaqueca.

A descoberta permite o entendimento de como funcionam o único grupo de medicamentos específicos para tratamento de enxaqueca. Esse conhecimento facilita o desenvolvimento de outros medicamentos que poderão ser utilizados tanto como tratamento da crise aguda, quanto como preventivos. Pelo menos uma droga de cada grupo deve ser liberada no próximo ano.

Além dos citados, existem novas abordagens alternativas para o tratamento da temida enxaqueca, como o Dry-Needling, a riboflavina e a coenzima Q10. CLIQUE AQUI e saiba mais na reportagem.


Conheça o colunista

O fisioterapeuta, Denis Rafael Graciotto (Crefito/8-63999-F), é especialista em fisioterapia ortopédica, traumatológica e desportiva. Tem formação em neuromodulacão não invasiva, equilíbrio neuro muscular (França), podoposturologia (França), osteopatia (Madri), Dry-Needling (Estados Unidos), terapia por ondas de choque e ozonioterapia. Pós-graduando em terapia ortomolecular.

Acompanha o especialista pelas redes sociais: Facebook e Instagram

CLIQUE AQUI e acesse o site!

Serviço

Denis atende na Vitalitê Clínicas, na Rua Salgado Filho, 1250, Jardim Santa Eugênia, Paranavaí.

Telefone: (44) 3062-2993

WhatsApp: (44) 99965-6789


Conteúdo de responsabilidade do colunista.

Fonte:

Receba as notícias de Paranavaí no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário