Portal da Cidade Paranavaí

Fisioterapia

Dores nos joelhos podem estar relacionadas à condromalácia patelar

O fisioterapeuta Denis Graciotto explica que trata-se de um desgaste na cartilagem do joelho que causa dor e inflamação que afeta, principalmente, mulheres

Postado em 29/11/2019 às 08:30 |

Condromalácia patelar é um desgaste na cartilagem do joelho que ocasiona dor e inflamação no local. É mais comum em mulheres e dividida, basicamente, em quatro níveis de acordo com a gravidade do comprometimento da patela.

  • Grau I: quando há apenas um amolecimento;
  • Grau II: há um “desfiamento” condral;
  • Grau III: há rachaduras na superfície;
  • Grau IV: há exposição do osso subcondral.

(Arte: Instituto Trata)

O principal sintoma da condromalácia patelar é uma dor frequente na parte da frente do joelho, que pode ser agravada por alguns movimentos, como subir e descer escadas, ajoelhar, agachar, saltar, sentar-se com o joelho dobrado ou permanecer sentado por muito tempo.

Os primeiros sinais são: estalos; inchaço por baixo da patela; dor localizada entre a patela e o fêmur; dor constante no meio do joelho; dor durante uma corrida; dor ao descer ou subir escadas e ao ficar muito tempo sentado; aumento da sensibilidade em dias frios e sensações de fraqueza; sensação de travamento e bloqueio articular.

Possíveis causas

  • Traumas crônicos por fricção e impacto entre a patela e o sulco patelar do fêmur. Exemplo: práticas esportivas como vôlei, tênis, corrida, basquete, futebol, entre outros;
  • Microtraumatismos de repetição ;
  • Anatomias que podem desencadear o enfraquecimento e consequente amolecimento da cartilagem;
  • Alterações de alinhamento da patela. Exemplo: hipertrofias, hipotrofias, encurtamentos musculares, entre outros;
  • Diminuição da flexibilidade;
  • Alterações do ângulo Q do joelho.;
  • Sobrepeso ou obesidade ;
  • Praticar exercícios físicos sem orientação profissional;
  • Uso prolongado de salto alto ;
  • Artrose.

Tratamentos

Fisioterapia: exercícios específicos podem fortalecer os músculos que suportam os joelhos e controlam o alinhamento do corpo. Em alguns casos, pode ser recomendado o uso de alguns suportes ortopédicos e compressas de gelo, especialmente após os exercícios.

Cirurgias: alguns médicos podem recomendar a inserção de um instrumento na região para remover fragmentos da cartilagem danificada. Outros podem indicar uma operação para realinhar o joelho.

Medicações: pode-se recomendar o uso de analgésicos para aliviar as dores, assim como anti-inflamatórios ou medicamentos para tratar o desgaste articular.

(Foto: Clínica Finit)

Como prevenir

O primeiro passo para a prevenção é manter um peso saudável, pois qualquer tipo de sobrecarga sobre o joelho pode favorecer o aparecimento das dores, que podem ser aliviadas com compressas geladas

Um fator que colabora para o aparecimento das dores é o uso frequente de escadas, por isso, o segundo passo é evitá-las sempre que possível. Alguns profissionais recomendam o uso dos degraus como uma forma de exercício diário, mas o ideal é praticar exercícios específicos ditados por um fisioterapeuta, após uma avaliação.

Como terceiro passo para prevenção das dores nos joelhos, pessoas que ficam muito tempo com as pernas dobradas ou na mesma posição, como quem trabalha em escritório, o ideal é procurar sentar com as pernas mais esticadas

Por fim, o uso de sapatos adequados é fundamental tanto no dia a dia, quanto na prática de exercícios físicos. Um exemplo de calçado considerado vilão é o salto alto.


Conheça o colunista

O fisioterapeuta, Denis Rafael Graciotto (Crefito/8-63999-F), é especialista em fisioterapia ortopédica, traumatológica e desportiva. Tem formação em neuromodulacão não invasiva, equilíbrio neuro muscular (França), podoposturologia (França), osteopatia (Madri), Dry-Needling (Estados Unidos), terapia por ondas de choque e ozonioterapia. Pós-graduando em terapia ortomolecular.

Acompanha o especialista pelas redes sociais: Facebook e Instagram

CLIQUE AQUI e acesse o site!

Serviço

Denis atende na Vitalitê Clínicas, na Rua Salgado Filho, 1250, Jardim Santa Eugênia, Paranavaí.

Telefone: (44) 3062-2993

WhatsApp: (44) 99965-6789


Conteúdo de responsabilidade do colunista.

Fonte:

Deixe seu comentário