Portal da Cidade Paranavaí

Economia

GNV pode gerar economia de até 52% na hora de abastecer o carro

De acordo com a Compagas, a conversão do veículo para o Gás Natural Veicular fica entre R$ 3 mil e R$ 4 mil

Postado em 12/01/2018 às 08:42 | Atualizado há 5 dias às 19:33

(Foto: Divulgação/Compagas)

Dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) mostram que o valor médio da gasolina vendida nos postos brasileiros subiu 9,16%. Nas últimas semanas, o preço do combustível teve um novo aumento e chegou a R$ 4,07 o litro - e o do etanol R$ 2,99, de acordo com dados do Sistema de Levantamento de Preços da ANP para o período de 24/12/2017 a 30/12/2017. Neste cenário, quem tem o veículo convertido para o Gás Natural Veicular (GNV) acaba economizando na hora de abastecer.


De acordo com a Companhia Paranaense de Gás, qualquer veículo pode ser convertido para o GNV - o custo para tal fica entre R$ 3 mil e R$ 4 mil. Para garantir a segurança no uso do combustível, é preciso fazer a conversão somente em oficinas credenciadas pelo INMETRO. Além da economia na bomba, o GNV é menos poluente que os combustíveis líquidos e ainda rende mais - chegando a rodar quase o dobro em comparação ao etanol.

“A economia para quem abastece com GNV pode chegar a 52%. E os motoristas ainda têm desconto no IPVA”, explica Mauro Melara, gerente do segmento veicular da Compagas.

VANTAGENS - Com o GNV, o veículo roda, em média 13,2 quilômetros por metro cúbico, enquanto com a gasolina faz 10,7 quilômetros por litro e com o etanol, 7,5 quilômetros por litro. No Paraná, um quilômetro com GNV custa R$ 0,19 contra R$ 0,38 da gasolina e R$ 0,40 do etanol.

Para os carros movidos a gás natural, o custo do imposto é de 1% sobre o valor do veículo, contra os 3,5% do valor sobre os automóveis movidos a gasolina e/ou etanol.  “Com a economia no IPVA e no abastecimento, em poucos meses o motorista recupera o valor gasto na conversão. E, com a nova geração dos kits de GNV, o veículo mantém o desempenho e a durabilidade do motor”, afirma Melara.

Concessionária responsável pela distribuição do gás natural no Paraná, a Compagas conta com 36 postos revendedores de GNV, distribuídos pelas cidades de Curitiba, Campo Largo, Colombo, Paranaguá, Pinhais, Ponta Grossa e São José dos Pinhais, além de um em Londrina, que comercializa o gás fornecido pela GasLocal. São mais de 34 mil veículos que já utilizam o gás natural no Estado e 18 oficinas credenciadas pelo INMETRO para efetuar a conversão. No site da Compagas é possível fazer as contas e descobrir o quanto cada motorista pode economizar com o GNV.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

Deixe seu comentário

Mais de portaldacidade.com