Portal da Cidade Paranavaí

Transtorno

Ônibus quebra e passageiros de Paranavaí esperam por 9h em posto de combustíveis

Mais de 40 pessoas voltavam de uma excursão para a praia de Guaratuba, na última quarta-feira (2), quando o veículo de turismo quebrou próximo a Curitiba

Postado em 04/01/2019 às 15:31 |

(Foto: Reprodução/ Rede Massa - Primeiro Impacto PR)

Passageiros dizem que esperaram 9h pela chegada outro ônibus. (Foto: Reprodução/ Rede Massa - Primeiro Impacto PR)

Passageiros que retornavam de uma excursão para a praia de Guaratuba, na última quarta-feira (2), estão revoltados com a empresa de Paranavaí que prestou o serviço de transporte. O grupo afirma que teve de ficar em um posto de combustíveis esperando por quase 10h, depois de problemas mecânicos no veículo. O grupo saiu de Guaratuba, com destino a Paranavaí às 13h30 do dia 2 de janeiro e só foi chegar ao destino às 10h30 do dia seguinte.

Um passageiro de 24 anos, que prefere não se identificar, diz que o ônibus apresentou problemas na bateria já no dia em que chegaram à praia e, durante o retorno para Paranavaí, quebrou duas vezes: uma quando chegavam à entrada de Curitiba e outra próximo ao Bairro Cidade Industrial, também em Curitiba. “No ônibus não tinha nem o triângulo para sinalização. Na primeira vez que parou, duas pessoas tiveram que atravessar a rodovia, correndo o risco de serem atropeladas, para pegar galhos de árvore e sinalizar, pois quebrou bem no meio da pista, em um local sem acostamento”, relata.

Ainda de acordo com o rapaz, depois de um tempo, o motorista conseguiu ligar o ônibus. Andaram cerca de 20 minutos e o coletivo quebrou novamente. “Desta vez conseguiram parar no acostamento, mas era um local bastante perigoso, próximo à Cidade Industrial de Curitiba. Passou uma viatura da Polícia e os policiais pediram para sairmos de lá, porque era grande o risco de assalto. Com muito esforço, conseguiram um guincho e levaram o ônibus até um posto de combustíveis, com escolta da Polícia”, conta o jovem.

Outra testemunha, uma mulher 50 anos, que viajava com a filha adolescente, relata que momentos depois de terem desembarcado no posto, receberam a notícia dos policiais de que um caminhoneiro havia sido assassinado durante um assalto a poucos metros de onde o ônibus quebrou pela segunda vez.  “Foi uma coisa absurda o que essa empresa fez com a gente. Nos deixaram sem assistência nenhuma, muita gente com crianças. Ficamos até às 2h30 da madrugada em pé, em um posto de combustíveis.”

O grupo conta que foi bastante difícil fazer contato com a empresa de transportes e quando conseguiu, o proprietário queria mandar um ônibus de Paranavaí para buscá-los, o que levaria ainda mais tempo. Outra opção dada pela empresa, segundo os passageiros, foi acionar outro ônibus da mesma companhia, que estava com turistas também em Guaratuba, para fazer o resgate. “O motorista do nosso ônibus chegou a pagar um Uber para ir até Guaratuba buscar o ônibus e socorrer a gente, mas quando ele estava no meio do caminho, a empresa informou que tinha conseguido um veículo com outra empresa de transporte”, afirma o rapaz.

Nove horas depois, segundo os passageiros, o ônibus da outra empresa, chegou para prestar socorro. O grupo que chegaria a Paranavaí em torno da 00h foi conseguir chegar ao destino às 10h30 da manhã.

O Portal da Cidade tentou contato telefônico por todos os telefones disponíveis da empresa Noroeste Tur Viagens e Turismo, mas em nenhum dos números obteve retorno. A Página da empresa em uma rede social também não está mais disponível.

Fonte:

Deixe seu comentário