Portal da Cidade Paranavaí

Sem chuvas

Há quase cinco meses Paranavaí não registra chuvas significativas

De acordo com o chefe do núcleo da Secretaria de Agricultura, Enio Debarba, a cidade só registrou um volume considerável de chuva em março, somando 197 mm.

Postado em 13/08/2019 às 14:10 |

(Foto: Portal da Cidade Paranavaí)

Há quase cinco meses Paranavaí não recebe um volume considerável de chuvas. Segundo o chefe do núcleo da Secretaria de Agricultura, Enio Debarba, chuvas com volumes consistentes só foram registradas em março, quando choveu 197 milímetros.

Conforme os relatórios, em abril choveu 33.2 mm, em maio 43 mm, junho 8.7 mm e julho 42.4. “O volume considerável é em torno de 100 mm”, explica Debarba. Em agosto ainda não houve registros de chuvas na cidade poesia.

O chefe do núcleo também explica que os números registrados em maio e julho não foram ruins, “mas se formos pensar num contexto geral, faz muita falta porque as plantas e pastagens já começaram a ‘pedir água’”.

Como a maioria dos moradores do município, Enio e a equipe da Secretaria de Agricultura contam que estão na expectativa para a vinda das chuvas, que devem aparecer em Paranavaí na próxima semana, porém, com pouca intensidade.

De acordo com o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), existem cerca de 3.6 mm de precipitação acumulada para a próxima terça-feira (20) e há 75% de possibilidade de chuvas. Depois disso, o tempo firme deve voltar a predominar. 

Incêndios Ambientais

Um dos problemas que o tempo seco causa são as queimadas, que acabam aumentando nesta época do ano. O Corpo de Bombeiros de Paranavaí registrou, entre junho e começo de agosto desde ano, 40 queimadas contra 38 registradas no mesmo período de 2018.

A equipe explica que esse tempo seco facilita para que as matas propagem o fogo com mais rapidez. As recomendações para evitar este tipo de ocorrência, ainda segundo o 9º Subgrupamento de Bombeiros, são: não jogar bituca de cigarro em beiras de estradas e matas; não descartar lixo em lugares inapropriados; não realizar queimadas em perímetro urbano, pois é crime ambiental.


Colaboração do repórter Pedro Machado.

Fonte:

Deixe seu comentário