Portal da Cidade Paranavaí

Em três dias choveu quase 80% da média histórica do mês de janeiro em Paranavaí

Postado em 11/01/2016 às 17:17

Imagem Ilustrativa (Foto: )

81,6mm no sábado (10), outros 31,2mm no domingo (11) e mais 67,4mm até às 16h de segunda-feira (12). Estes foram os volumes de chuvas registrados em Paranavaí pelo Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná). O acumulado de 180,2mm dos últimos três dias já chega a quase 80% da média histórica de chuvas para todo o mês de janeiro na cidade, que é de 230mm.

Segundo os técnicos do Simepar, o grande volume de chuvas está atingindo quase que a totalidade dos municípios do Paraná e causando intensos estragos, a ponto de algumas cidades chegarem a decretar estado de calamidade. A explicação para a situação é o fenômeno El Niño, que tem atingido todo o país com uma força atípica, e a expectativa é de que ele (o El Niño) só comece a perder força com o término do verão, no final de março ou começo de abril.

Em Paranavaí, foram registrados poucos problemas bastante pontuais com as chuvas dos últimos três dias. “Na verdade, não temos informações de novos problemas mais sérios. O que acontece é que os problemas pontuais com os quais já estávamos lidando estão se agravando e, como a chuva não dá trégua, as equipes do município não têm como fazer qualquer serviço de recuperação, mesmo que paliativo”, explica o secretário de Infraestrutura, Eurípedes Lemes Silva.

Na última sexta-feira (8), por exemplo, as equipes da Seinfra (Secretaria de Infraestrutura) deram início aos serviços de recuperação de uma cratera que se abriu na Rua Pioneiro Antônio Salvador (Jardim Simone), mas com as chuvas do final de semana, o problema se agravou. “Naquele ponto o que houve foi o rompimento de uma galeria, que fez com que o asfalto cedesse. Com as chuvas, a água está levando pouco a pouco pedaços do asfalto e abrindo ainda mais a erosão. Nós estamos aguardando que a chuva dê uma trégua, mesmo que seja por algumas horas, para podermos levar os caminhões de terra até lá e fazer a contenção da erosão até que possamos fazer a recuperação definitiva da via”, frisa Eurípedes.

Outro problema que se agravou bastante com as chuvas desta segunda-feira (11) foi na PR-218, esquina com a Rua Eduardo Bonazinski, na saída para o distrito de Graciosa. Uma grande erosão já havia se formado em dezembro e, nesta segunda, o asfalto terminou de romper, inviabilizando também as caixas de contenção e derrubando postes à beira da rodovia. As obras de recuperação do local, que já está interditado desde o final de dezembro, estão sob responsabilidade do D.E.R. (Departamento de Estradas e Rodagem) do Governo do Estado.

Fonte: Prefeitura Municipal de Paranavaí

Deixe seu comentário

Mais de portaldacidade.com