Portal da Cidade Paranavaí

Solidariedade

300 famílias de Paranavaí recebem cinco toneladas de alimentos doados pelo MST

Moradores dos bairros Vila Alta, Três Conjuntos, Jardim Morumbi e Conjunto Ettore Giovine foram beneficiados com a doação.

Publicado em 17/04/2021 às 00:17 |

Alimentos foram produzidos em assentamentos da região. (Foto: Breno Thomé Ortega)

(Foto: Breno Thomé Ortega)

Nesta sexta feira (16) o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), doou cinco toneladas de alimentos para famílias de Paranavaí. Nesta ação de solidariedade foram atendidas 300 famílias dos bairros Vila Alta, Três Conjuntos, Conjunto Ettore Giovine e Jardim Morumbi.

Entre os alimentos doados estavam arroz, feijão, fubá, macarrão, açúcar mascavo orgânico, café, mandioca, abacate, mamão, abobora, pepino, batata doce, maracujá, laranja, limão, polpa de frutas, bebida láctea, queijo muçarela, além de alguns produtos de limpeza. 


A doação faz parte da jornada nacional de lutas do mês de abril – o chamado Abril Vermelho – onde se denuncia o Massacre de Eldorado dos Carajás, ocorrido há 25 anos, no qual 21 trabalhadores foram brutalmente assassinados pela polícia do estado do Pará em 17 de abril de 1996.

Relembra também a atual situação de calamidade na saúde pública, com mais de 365 mil óbitos de brasileiros e brasileiras pela Covid-19. 


“Quando se doa alimentos da reforma agrária popular leva-se a solidariedade, esperança de um mundo onde a comida não é mercadoria. Permite que os trabalhadores possam ter a fartura de alimentos na mesa, traz a tranquilidade de saber que não terão que escolher entre o almoço e a janta. A reforma agrária é poder sonhar com um Brasil sem fome e sem miséria, afirmou Carlos Valter da Silva, membro da direção estadual do MST.

Os produtos são originários de quatro assentamentos do município de Terra Rica, sendo eles: Vida Nova, São Paulo, Nossa Senhora da Penha, Sétimo Garibaldi. Além destes, participaram da doação, produtos oriundos de outros assentamentos: Santa Maria, de Paranacity; Salete Strozake, de Itaguajé; Milton Santos, de Planaltina do Paraná; Companheira Roseli Nunes, de Amaporã; Ilgo Luiz Peruzzo, de Santa Mônica; Che Guevara e Pontal do Tigre, de Querência do Norte; do acampamento Padre Josimo, de Cruzeiro do Sul; assentamento Novo Horizonte, de Santo Inácio e da Escola Milton Santos de agroecologia de Maringá.

A ação dos assentados e acampados aconteceu em conjunto com lideranças desses bairros beneficiados e em parceria com o Sindicato dos Engenheiros do Paraná (Senge), Sindiedutec, Sindicato dos Bancários de Paranavaí, APP Sindicato - Núcleo regional de Paranavaí, Sindicato dos Trabalhadores das Empresas de Água e Esgoto de Maringá e Região Noroeste (Sindaen) além do Partido dos Trabalhadores. 


Fotos: Breno Thomé Ortega

Fonte:

Receba as notícias de Paranavaí no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Outras notícias