Portal da Cidade Paranavaí

Agronegócio

Mais 80% dos produtores rurais usam tecnologias digitais no campo, diz pesquisa

Estudo realizado pelo Sebrae, em parceria com Embrapa e Inpe, mostra que processo produtivo da agricultura tem participação ativa de insumos tecnológicos

Postado em 14/08/2020 às 11:15 |

Tecnologias auxiliam na atividade agrícola. (Foto: Pxhere)

Uma pesquisa inédita realizada pelo Sebrae, em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostrou os principais avanços tecnológicos na agricultura brasileira. De acordo com o estudo divulgado neste mês, 84,1% dos produtores rurais utilizam pelo menos uma tecnologia digital em seu processo produtivo.

Ainda segundo a pesquisa, 67,1% dos entrevistados acreditam na necessidade cada vez maior do uso das tecnologias para o planejamento das atividades da propriedade e apenas 15,9% ainda não utilizam nenhuma tecnologia. 

O levantamento contou com a participação de produtores agrícolas de todos os estados brasileiros. As perguntas foram aplicadas entre os dias 17 de abril e 2 de junho de 2020. Os resultados podem apresentar margem de erro variando em até 5% para mais ou para menos.

A análise mostrou que dentre as tecnologias digitais destacam-se o uso de internet para atividades gerais ligadas à produção agrícola (70,4%); aplicativos de celular ou programas de computador para obtenção ou divulgação de informações da propriedade e produção (57,5%) e aplicativos de celular ou programas de computador para gestão da propriedade e produção (22,2%).

Há 40 anos plantando soja, o produtor rural e diretor-presidente da Sociedade Rural do Paraná (SRP), Antônio de Oliveira Sampaio, afirma que a tecnologia contribuiu muito para a evolução do plantio, colheita e distribuição dos grãos, assim como para a sustentabilidade e aumento da produtividade no campo.

Ele confirma que utiliza várias ferramentas digitais e tecnológicas na propriedade, que vão desde a análise do solo por georreferenciamento, até uso de maquinário com tecnologia embarcada, como GPS, assim como biofertilizantes e aplicativos que auxiliam na gestão.

“Estamos sempre buscando novidades no mercado”, garante o produtor que, pretende, em breve, fazer uso de drones com controle de satélite para tomar decisões sobre o plantio.

O consultor do Sebrae/PR, Lucas Ferreira, diz que a instituição atua em duas frentes prioritárias para auxiliar na ampliação do uso de tecnologia e inovação no campo. A primeira é levar as necessidades, gargalos e desafios dos produtores e cooperativas na forma de oportunidades para micro e pequenas empresas de base tecnológica, por meio de eventos com foco no desenvolvimento de soluções para essas demandas. E a segunda é garantir que as inovações cheguem ao mercado e às propriedades.

“Para conectar essas empresas aos produtores rurais promovemos rodadas de negócios, roadshows, exposições mercadológicas e outros eventos”, conta.


Fonte:

Receba as notícias de Paranavaí no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário